Conselho Municipal da Beira quer multar a empresa dona da conduta

Conselho Municipal da Beira quer multar a empresa dona da conduta
Tv Miramar

O Conselho Municipal da Beira vai multar valores que varia de 200 a 500 mil meticais a empresa responsável pelo derrame do combustível nas valas de drenagem na zona da Munhava Matope. Governo de Sofala já criou uma equipa de inquérito para apurar as responsabilidades

No fim da tarde da última sexta-feira circularam imagens em que dezenas de pessoas na zona da Munhava Matope, aproveitavam o combustível que ia se perdendo na vala de drenagem.

O facto originado por uma válvula da conduta de combustível que se apresentava semi-aberta, criou uma grande agitação, a ponto de drenar grandes quantidades de diesel que encontrou um canal que vai directo a vala de drenagem.

Nesta segunda-feira, o conselho municipal da Beira, através dos serviços de saneamento, entidade responsável pelas valas de drenagem veio a público dizer que ira sancionar a empresa responsável com uma multa que varia de 200 a 500 mil meticais.

A empresa proprietária dos reservatórios dos combustíveis, alegou que só podia o fazê-lo mediante a autorização dos caminhos-de-ferro de Moçambique. Moisés Chenene, afirmou que o que aconteceu na sexta-feira poderá um impacto negativo no ecossistema.

A comissão está a ser liderada agência nacional para o controlo da qualidade ambiental e trabalha para a apurar as responsabilidades. Morgado Mussengue, fala o que pode ter provocado tal situação.

A equipa multissetorial, esta preocupada com a conservação de grandes quantidades de combustível transportado pela comunidade para suas residências, o que pode vir a provocar outras consequências.