Famílias com doentes epilépticos há quatro meses sem medicação

Famílias com doentes epilépticos há quatro meses sem medicação
Tv Miramar

O Ministério da Saúde confirma haver rotura de medicamentos, mas garante a reposição em duas semanas

Famílias com doentes que sofrem de Epilepsia queixam-se da falta de medicamentos há mais de 4 meses. São fármacos que estão em falta nas farmácias públicas e privadas.

São medicamentos para toda vida, no caso de uma mãe entrevistada pela Miramar, a filha toma seis comprimidos de dois tipos.

Para alguns, a alternativa são plantas, mas com pouca eficácia.

Nossa reportagem percorreu há algumas farmácias públicas e apurou que há meses que não recebem Carbamazepina e clonazepam, essenciais para o controle da doença.

Epilepsia é uma doença em que por um determinado período de tempo, há um mau funcionamento do cérebro, causado pela emissão de sinais, descargas ou impulsos elétricos incorretos emitidos pelos neurônios, que são as células que fazem parte do cérebro. 

Quando uma pessoa tem epilepsia, ela apresenta crises variadas, que estão relacionadas à extensão das descargas incorretas.

Nossa reportagem contactou o Ministério da saúde, que confirmou haver rotura, mas garante a reposição em duas semanas.

Em relação aos outros fármacos, a Central de Medicamentos e Artigos Médicos, garante estabilidade na cadeia de distribuição.