Publicidade

AMOR SEM IGUAL

ANGÉLICA, A “PODEROSA”

Abrimos com a garota de programa ANGÉLICA (Day Mesquita), em um posto de beira de estrada, descendo da boleia de um caminhão e recebendo seu pagamento. Ela vai usar o dinheiro para comprar uma linda pashmina que está em promoção em uma loja bacana na cidade. Mais do que um sonho de consumo, aquela pashmina a lembra de sua mãe. Em seguida vemos Angélica atravessando a Avenida Paulista como se estivesse desfilando. Linda, confiante, fazendo jus ao seu apelido de PODEROSA. Todos os olhares se voltam para a linda mulher que, literalmente, para o trânsito.

PEQUENOS PRODUTORES E GRANDES AMIGOS

Não muito longe dali, no Mercado Municipal de São Paulo, o agrônomo MIGUEL (Rafael Sardão) vende os legumes que cultiva em seu sítio. Miguel conta com principalmente com a ajuda do jovem HUGO (José Victor Pires), seu braço direito, apaixonado por MARIA ANTÔNIA (Michelle Batista), que é apaixonada por Miguel. Ela é a filha mais nova de OXENTE (Ernani Moraes), melhor amigo de Miguel.

Oxente (Antônio) é nordestino, muito trabalhador e conservador nos costumes. Ele é casado com a paulistana ZENAIDE (Andrea Avancini) com quem tem mais três rapazes: PEDRO ANTÔNIO (Guilherme Dellorto), JOSÉ ANTÔNIO (Cesár Cardadeiro), ANTÔNIO JÚNIOR (Miguel Coelho). Têm um box de queijos no mercadão e moram no sítio vizinho ao de Miguel.

Pedro Antônio conhece FERNANDA (Barbara França) no Mercadão e os dois se apaixonam. Viverão a resistência da família da moça em aceitar seu namoro com um rapaz mais simples.

José Antônio vai se apaixonar por DONATELLA (Sthefany Brito), sem saber que ela é uma garota de programa conhecida como Doutorzinha. Quando José descobre tudo, rompe com ela drasticamente. Os dois nunca mais serão os mesmos.

Antônio Júnior não quer trabalhar no sítio e nem no mercado com a família. Ele pode ser levado a cometer delitos e magoar a família.

ENQUANTO UMA COMEÇA A NOITE DE TRABALHO, O OUTRO TERMINA A SEU DIA NA LIDA.
Na beira da estrada, à frente do posto de gasolina, o sol já se pôs e o expediente de Angélica/Poderosa está começando quando o de Miguel, que parou para abastecer, está no fim. Os olhares dos dois se cruzam e se atraem. Miguel vai embora, mas fica com a imagem de Poderosa na cabeça. Ao partir, a caminhonete de Miguel cruza com o carro de LEANDRO (Gabriel Gracindo) que mostra Poderosa à BERNARDO (Heitor Martinez) e diz que é ela quem ele tem que matar. E logo.

No dia seguinte de manhã, os papéis se invertem. Miguel, na sua caminhonete cheia de legumes, para no posto a caminho do Mercado Municipal. Angélica/Poderosa, que trabalhou a noite inteira, encerra seu expediente tomando café da manhã na lanchonete do posto. Miguel entra, pede um cafezinho e nota Poderosa com sua pashmina. Não entende como não consegue desviar o olhar daquela mulher. Quem também observa é Bernardo que está em busca de uma oportunidade de cumprir a ordem que recebeu. O gerente do posto se aproxima e briga, asperamente, com Poderosa. Miguel se interpõe entre eles e conduz Poderosa, educadamente, para fora da lanchonete. Ela pergunta se Miguel pode dar uma carona. Na estrada, Angélica se mantém na defensiva e se recusa em contar seu verdadeiro nome. Diz que é somente Poderosa. Eles são seguidos por Bernardo que aproveita para provocar um grave acidente. Bernardo avisa a Leandro e ao chefe dos dois, TOBIAS (Thiago Rodrigues), que Angélica/Poderosa deve estar morta, mas ele está enganado. Angélica é cuspida para fora do carro e Miguel fica preso no veículo. Angélica vai na direção da caminhonete para retirar Miguel e, apesar do perigo, o salva.

FURACÃO: AMIGA E “COLEGA DE TRABALHO” DE PODEROSA

Angélica/Poderosa chega em casa, exausta, e conta o ocorrido a FURACÃO (Dani Moreno), sua amiga, vizinha e colega de profissão. Furacão é mãe de CAIO (Henrique Camargo), quinze anos de idade, aluno da escolinha de futebol da BRAS TALENTOS ESPORTIVOS de propriedade de RAMIRO (Juan Alba). Furacão alterna seu ganha pão como prostituta com serviços de faxina na Casa Dia Feliz, um lar de idosos. É uma mãe amorosa e tem um orgulho imenso do filho. Já Caio sente vergonha de Furacão e sonha em tirar a mãe da vida que leva.

PAI ARREPENDIDO OU NECESSITADO?

Ramiro é milionário, dono de uma das maiores empresas de agenciamento de jogadores de futebol do Brasil. Mantém uma escola de futebol para garimpar novos talentos, elevando seu valor de mercado. Ele foi amante da mãe de Angélica. Nunca quis sequer conhecer a filha e, com o tempo, perdeu o interesse na mãe de Angélica que acabou morrendo na miséria. Antes de morrer, entregou Angélica aos cuidados de um casal, e Angélica, ainda criança, começou a sofrer abusos por parte do senhor da casa. Quando completou dezoito anos foi embora e começou a trabalhar fazendo biscates, até que começou a se prostituir. Este passado de Angélica/Poderosa será mostrado em flashbacks, aos poucos, quando fatos e atitudes do presente lhe trouxerem lembranças.

Ramiro necessita de um transplante de rim e seus dois filhos, Tobias e Fernanda, são incompatíveis. Será que, vendo a morte se aproximar, ele está querendo se redimir do seu passado, de ter rejeitado Angélica, ou apenas querendo encontrar uma doadora compatível e salvar a sua vida?

Tobias fica furioso quando descobre que o acidente provocado por Bernardo não causou a morte de sua meia irmã Angélica. Não vai dividir a herança do pai com nenhuma bastarda e pior: prostituta de beira de estrada! Seu desejo é que o pai não consiga encontrar doador e morra. Tente de novo, mate a prostituta Poderosa! – responde Tobias.

Ramiro se queixa com a filha mais nova – Fernanda – de que Leandro não achou ainda a meia-irmã dela. Fernanda acredita que é questão de tempo. Desde pequena Fernanda demonstra uma preocupação com o bem-estar do outro. Nem a dor de perder a mãe, ainda criança, a fez revoltada, defensiva com o mundo. Sua dor só não foi maior porque a avó materna, DONA NORMA (Selma Egrei), se desdobrou para suprir a ausência da filha. Fernanda se formou em Serviço Social e tem um grupo de ajuda aos moradores de rua. Ela e ex-namorado BETO (Pedro Nercessian), distribuem sopas nas frias noites paulistanas.

GRUPO BRAS TALENTOS ESPORTIVOS

A empresa de agenciamento de jogadores de futebol é responsável pelos contratos, vendas, publicidade, imagem, tudo que se refere aos jogadores de sua carteira. Muitos jovens sonham com uma oportunidade de entrar para a escolinha mantida pela BRAS TALENTOS ESPORTIVOS. Compõem o quadro de funcionários da empresa: Leandro, advogado; DONA SONIA (Marcella Muniz), secretária; ERNANI (Paulo Reis), treinador; FABIANA (Manuela Do Monte), marketing e assessoria de imprensa; VÂNIA (Camila Mayrink), estagiária; MAURO (Bernardo Mesquita), preparador físico; e Bernardo, chefe da segurança. Apesar de ter deixado o controle nas mãos de Tobias, Ramiro se mantém informado e interfere quando necessário.

E A NOITE VEM…

Anoitece. Poderosa/Angélica vai trabalhar, novamente em frente ao posto de gasolina. Furacão está chegando quando vê Poderosa entrar no carro de Bernardo. Em um matagal próximo da estrada, Bernardo para o carro e manda Poderosa descer. Ela é espancada pelo segurança que pensa que a matou. Ele deixa seu corpo ali para simular que algum cliente foi o responsável pela violência que resultou em sua (suposta) morte.

UM NOVO DIA E O REENCONTRO MIGUEL/PODEROSA

O dia amanhece e, quando Miguel está passando pela estrada, ele freia o veículo ao ver, na beira do acostamento, a pashmina que Poderosa usava na primeira vez em que se encontraram. Ele sai da caminhonete e encontra corpo de Poderosa no matagal que margeia a estrada. Miguel vai até ela, que está desacordada, a pega no colo e parte rumo ao hospital. Poderosa fica internada, muito ferida. Miguel a observa, intrigado e compadecido com aquela mulher…

Furacão vai assistir ao treino de Caio na escolinha de futebol e reconhece Bernardo como dono do carro no qual Poderosa entrou na noite anterior. Estranhando o sumiço da amiga, ela vai falar com Bernardo que nega o ocorrido e a ameaça. Furacão passa a procurar a amiga sozinha, até que a encontra no hospital. Furação conta a Poderosa que a viu entrar no carro de Bernardo, que não faz ideia de quem seja ele e nem do motivo da agressão. Ela garante que vai se vingar.

Furacão não sabe como vai cuidar de Poderosa depois que ela sair do hospital. Poderosa diz voltará para sua casa. Furacão conta que o senhorio a despejou por estar devendo aluguel. Miguel oferece para Poderosa se recuperar em seu sítio. Assim, quando Poderosa recebe alta, Miguel a leva para casa. Oxente aconselha ao amigo que se afaste daquela “facinha”, mas Miguel afirma que sentiu que deve cuidar de Poderosa.