Últimas
Publicidade
05 de Janeiro de 2018

PROSTITUIÇÃO INFANTIL


Moradores de Habel Jafaf no distrito de Marracuene descobriram um grupo de crianças em situação de vulnerabilidade que se dedicam a prostituição. As crianças que aceitaram conceder a entrevista sob condição de anonimato dizem que tem vindo a ser aliciadas com álcool e dinheiro por alguns homens residentes do mesmo bairro.

Moradores de Habel Jafaf no distrito de Marracuene descobriram um grupo de crianças em situação de vulnerabilidade que se dedicam a prostituição. As crianças que aceitaram conceder a entrevista sob condição de anonimato dizem que tem vindo a ser aliciadas com álcool e dinheiro por alguns homens residentes do mesmo bairro.

A denúncia vem de uma das mães cuja filha foi recrutada para esta actividade.

As adolescentes reconhecem estar a prostituir-se e acusam um cidadão já identificado de lhes ter aliciado com álcool e dinheiro para depois praticar o acto sexual colectivo.

O chefe de quarteirão diz que esta não é a primeira vez que este tipo de actos acontece no bairro envolvendo o mesmo grupo de menores.

As mulheres do bairro criticam, repudiam, condenam e desencorajam estas práticas.

A suposta mentora desta ação é uma adolescente órfã que vive sozinha numa casa em arrendamento pertencente a um familiar. O caso já foi encaminhado à polícia e acção social.