Últimas
Publicidade
04 de Agosto de 2020

INQUÉRITO SERO-EPIDEMIOLÓGICO


Arranca, a partir desta segunda-feira, o inquérito sero-epidemiológico da Covid-19 na cidade de Maputo. O inquérito vai abranger mais de 6 mil pessoas entre agregados familiares e grupos profissionais.

O Mercado Xipamanine, na cidade de Maputo, testemunhou o lançamento do inquérito sero-epidemiológico da COVID-19.

Faustino, vendedor,  foi o primeiro a fazer o teste rápido para determinar a sua exposição ou não ao novo coronavírus.

Entre o medo da contaminação, a prevenção falou mais alto.

O edil de Maputo acompanhou o processo e interagiu com os vendedores e a equipa de saúde.

 Dona Ana mostrou estar ansiosa a espera do resultado do teste que efectuou.

O inquérito na cidade de Maputo vai abranger mais de 6 mil participantes entre famílias e grupos profissionais como mercados, transportadores de rotas com maior movimento, Aeroporto de Mavalane e Portos. O objectivo é identificar áreas onde há focos de transmissão do vírus e focalizar a intervenção.

Com o aumento dos casos na cidade de Maputo e com a possibilidade de migrar para transmissão comunitária, o edil de Maputo considera a iniciativa, que arrancou no mercado do Xipamanine, fundamental para a contenção do vírus. O inquérito sero-epidemiológico da COVID-19 na cidade de Maputo terá a duração de 18 dias. Iniciativa similar já decorreu em Cabo Delgado e Nampula. As Províncias de Maputo, Gaza e Inhambane são os próximos pontos.