Últimas
Publicidade
03 de Agosto de 2020

EFEITOS DO CICLONE DINEO


Já foi reconstruído o Centro de Saúde de Nhaguiviga, na Maxixe, após destruição em 2017, pelo ciclone Dineo.

O Hospital de Nhaguiviga foi construído em 1994. Em 2017, o tecto não aguentou com a fúria do ciclone Dineo, tendo desabado. O atendimento dos pacientes ficou condicionado. O sector de saúde teve que recorrer a tendas semelhantes a estas para responder a procura dos cuidados médicos por parte da população do bairro Agostinho Neto.

Para ultrapassar o problema, o governo e a edilidade de Maxixe reconstruíram a unidade sanitária.

O Centro de Saúde de Nhaguiviga atende em média 50 pacientes por dia, na sua maioria padecendo de Malária e doenças respiratórias.

Os utentes querem que os profissionais de saúde atendam melhor os pacientes para dignificar o empenho do Governo.

Além de triagem de menores e adultos, esta unidade sanitária comporta o bloco de maternidade, para servir as mulheres desta zona, como forma de cativar as mesmas a terem que aderir aos partos institucionais.

Bembe, Tinga Tinga, Barrane, Manhala, Mabil,  Macumene e Chambone  são os bairros  da cidade da Maxixe que nesta altura possuem unidade sanitária.

 

https://youtu.be/BqgS6LgQyj0