Últimas
Publicidade
09 de Julho de 2020

DIA DA POPULAÇÃO


O Dia Mundial da População é celebrado num contexto marcado pela pandemia da Covid-19 este ano, porém os desafios que a humanidade enfrenta são vários.

Este ano, o Dia Mundial da População é celebrado num contexto em que a humanidade é ameaçada pelo Coronavírus que já matou mais de 500 mil no mundo e o cumulativo de infecções espreita o tecto de 12 milhões, sendo que há muitas populações em risco. Para o caso particular de Moçambique, o Fundo das Nações Unidas para População lembra que o país enfrenta a COVID-19 numa altura em que ainda procura-se recuperar das emergências humanitárias anteriores.

Reflectir sobre recursos e serviços básicos para populações é dos destaques do dia. Moçambique tem muitos desafios. O chamado bairro Magude, em Maputo, é um exemplo. Trata-se de uma pequena comunidade com falta de um pouco de tudo. As habitações são um simples improviso e as refeições difíceis, tratando-se de maioria de baixa renda, mas o que mais chama à atenção é o saneamento, com o lixo e água suja à mistura.

Nem por isso a zona deixa de ser procurada. Anabela Marcos chegou no sábado a convite da irmã para viver aqui.

Entre populações a serem protegidas estão crianças, mas aqui a primeira coisa que elas encontram ao saírem das suas casas é o lixo e latrinas expostas.

Pelo Censo de 2017, Moçambique tem cerca de 28 milhões de habitantes dos quais 47% são da faixa etária de 0 a 14 anos e 34% de 15 a 34 anos, evidenciando que crianças, adolescentes e jovem fazem a maioria, daí a necessidade de prover educação e emprego.

O Dia Mundial da População celebra-se no dia 11 de Julho, no entanto, o Governo moçambicano lançou as celebrações, esta quarta-feira, representado pelo Ministério da Economia e Finanças, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para População, sob lema “Empoderar os Jovens e Proteger a População Vulnerável”.

 

https://youtu.be/sdbx6AHo7Tg