Últimas
Publicidade
05 de Agosto de 2020

CRIMES CIBERNÉTICOS


Há no país, cada vez mais vítimas de golpes na internet e nas plataformas de transacções via redes de telefonia móvel.

Golpes de mestre em tempos de crise.

As caixas de pagamento electrónico, a internet, e não só, tem sido usados por criminosos para efectuar alguns golpes financeiros.

As vítimas têm sofrido em silêncio.Júlio Cesar é a mais recente vítima destes esquemas. Ele decidiu dar a cara. Jovem sonhador e empreendedor, tem um canal na internet e pretendia expandir o seu negócio adquirindo um novo computador. Uma oferta tentadora chegou-lhe através da internet.

Depois de muita conversa Júlio acabou convencendo-se na honestidade do fornecedor.

Foi depois da segunda transacção que Júlio descobriu finalmente que tinha caído nesta teia de mentiras que o mesmo descreveu como golpe de mestre.

Diogo Usseine revela que por pouco não caiu numa armadilha semelhante a de Júlio

Albertima Cossa já perdeu a conta de quantas mensagens recebeu de supostos golpistas.

O ordenamento jurídico moçambicano já pune crimes cibernéticos. Todavia quem já passou por este tipo de situação deixa um alerta.